A conta chega e já preparamos nosso coração e bolso para a susto e lá está ela a temida BANDEIRA, mas afinal, você sabe o que elas significam e custam ao seu orçamento? Então, vamos compreender mais sobre bandeiras tarifárias no artigo de hoje.


O sistema de bandeiras foi criado para “bancar” esses custos maiores na produção de energia, antecipando a receita das distribuidoras. Segundo a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), essa tarifa deixa mais transparente o sistema de energia, dando a possibilidade ao consumidor de reduzir o consumo quando as termelétricas são acionadas.

Como funciona?

As bandeiras tarifárias funcionam como um semáforo. Se ela estiver verde, isso significa que os custos de geração foram baixos, portanto, a tarifa não terá nenhum acréscimo naquele mês.

A amarela é um sinal de alerta e indica que os custos estão aumentando. Já a vermelha mostra que o valor de produção está alto e é dividida em patamar 1 e 2, que apresentam preços diferentes.

Tanto a amarela, quanto a vermelha apresentam custos extras nas contas de luz para cada 100 kW/h consumidos. Para conferir os valores das bandeiras, acesse o site da Aneel.

Como evitar as bandeiras tarifárias?

Não dá muito para evitar os gastos com as bandeiras. Mesmo que você tente economizar nos meses em que a situação dos reservatórios é mais crítica, o acréscimo tarifário ainda virá na sua conta.

Uma alternativa para fugir dessa cobrança é a instalação de um sistema de energia solar. O qual traria sua independência energética e previsibilidade financeira, o valor taxado muitas vezes torna-se abusivo e pode aumentar em mais de 50% sua conta de energia.

Faça uma simulação clicando aqui e entenda como a energia solar pode ser seu melhor investimento!

About The Author

sidebar-cta-repairs
sidebar-cta-careplan
sidebar-cta-installations

Comments

More Posts You May Find Interesting